Wilson Beserra, Desemprego, IBGE, Ministério do Trabalho, Seropédica

O número de brasileiros desempregados recuou. Mesmo assim, falta trabalho para quase 13 milhões de pessoas. No último trimestre, caiu para 12,1% o desemprego no país. Apesar da queda, a condição ainda assombra 12,7 milhões de brasileiros, de acordo com pesquisa divulgada nesta sexta-feira (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O número de desempregados no Brasil caiu 4% – 529 mil pessoas a menos –, comparado ao trimestre encerrado em maio. Em relação ao mesmo período no ano passado, 13,1 milhões estavam desempregados, o número de brasileiros desocupados baixou 3,1%, 406 mil foram empregados.

O número de pessoas ocupadas subiu 1,3%, 1,2 milhão de empregados, comparado ao trimestre anterior, alcançando a marca de 92,1 milhões de brasileiros. Em relação ao mesmo período de 2017, houve alta de 1,1%, um milhão a mais.

De acordo com levantamento do IBGE, a taxa de desemprego tem sido puxada por empregos informais, e não por vagas com carteira assinada. Ocupação por conta própria ou doméstico são exemplos.

Trabalhos informais crescem no Brasil

Em relação ao trimestre de março a maio, o número de brasileiros empregados no setor privado com carteira de trabalho assinada, 33 milhões, subiu 0,6%, um total de 193 mil pessoas. Em comparação ao mesmo período de 2017, o algarismo caiu 1,3%, menos 444 mil pessoas.

O número de trabalhadores informais chegou a 11,2 milhões e se manteve estável em comparação ao trimestre anterior. Em relação ao mesmo período de 2017, a porcentagem de empregados sem carteira de trabalho cresceu em quatro pontos, 435 mil pessoas.

Enquanto isso, a categoria dos trabalhadores por conta própria, com 23,3 milhões, subiu 1,5% comparado ao trimestre passado e cresceu 1,9%, mais 437 mil pessoas, na comparação com o período anual.

De acordo com dados do Ministério do Trabalho, o Brasil gerou em agosto 110.431 empregos formais, o melhor resultado no mês nos últimos cinco anos. Enquanto no ano de 2018, foram criadas 568,5 mil vagas com carteira assinada. Apesar disso, o cenário econômico que não consegue engrenar torna o mercado incerto.

Wilson Beserra batalha pela geração de empregos

O deputado Wilson Beserra é responsável por atrair grandes empresas para Seropédica, para a Baixada Fluminense e para o Rio que geraram emprego e renda.

O município carioca recebeu 21 empreendimentos como P&G, Brasilit, B2W, responsável pelas empresas Americanas.com, Shoptime, Submarino, além de outras empresas, transformando a região em um centro logístico e industrial.

Wilson Beserra pode fazer muito mais por Seropédica e pelo Rio de Janeiro se for eleito deputado federal. No dia 07 de outubro, vote 1500!

Cadastre-se aqui

Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar
Fechar Menu